Pragas e Doenças – Identificando e Combatendo

Cochonilhas escondidas entre as folhas.

Nesse post vou me referir a plantas que temos em vasos e em pequenos jardins.
O cuidado pode ser dedicado folha a folha, ao contrário quando se tem uma plantação em larga escala.
Veremos quais são as pragas e doenças mais comuns e como combate-las.
Então vamos lá!
Quando uma planta é atacada por pragas, possivelmente ela está debilitada ou em um ambiente não apropriado. Plantas saudáveis dificilmente apresentam esse problema.

Por que minha planta está debilitada?

Algumas situação que podem deixar sua planta mais suscetível:

– excesso ou falta de água

– excesso ou falta de adubo

– vaso pequeno

– falta de drenagem no vaso

– substrato errado

– local sem circulação de ar

– ambiente errado para cultivo, por exemplo, planta de sol em ambiente de sombra

 

 

Mosca Branca – Na imagem ampliada do lado direito, dá para ver a mosca e os ovos.

 

Como evitar?

-Não deixar plantas doentes próximas das saudáveis

-Limpeza de Ferramentas

-Adquirir plantas sadias e resistentes

-Manutenção das plantas (poda, adução e irrigação)

-Adquirir Plantas repelentes

-Semanalmente verificar se suas plantas tem alguma praga ou doença

-Após uma poda ou ferimento, aplique canela em pó para evitar a entrada de patógenos

No caso das pragas é muito difícil exterminar de uma vez só. São muito pequenas e sempre sobra uma escondida.
Marque um dia da semana ou do mês para verificar todas as plantas. Mesmo você já tendo feito a limpeza das pragas e aplicado repelente, pode ter restado alguma.
Sempre que necessário, repita a limpeza com uma pano úmido ou pincel macio úmido.
A pulverização de venenos e repelentes caseiros pode ser repetida a cada 1 semana.

 

Haste de uma Avenca com Cochonilha. A mesma haste limpa com um pano macio.

Pragas mais comuns:

-Pulgões

-Cochonilhas

-Tripes

-Ácaros

-Lagartas

-Besouros

-Formigas

-Cupins

-Lesmas e Caracóis

As pragas são mais fáceis de serem diagnosticadas do que as doenças.
Plantas infestadas por insetos sugadores tem uma característica em comum: As folhas costumam ficar brilhantes, meladas e grudentas ao toque.
Para Pulgões, Ácaros e Cochonilhas, após a limpeza, gosto de borrifar água com vinagre ou com detergente neutro.
A mistura de álcool, cebola e pimenta também funciona.
Restos de cebola e alho fervido na água e coado também pode ser borrifado. Espere esfriar.

Ácaros – Parecem pequenos grãozinhos. Quando adultos, é possível ver pequenas teias dobrando as folhas.

Para o Ácaro costumo de usar enxofre dissolvido em água. Em lojas especializadas em jardinagem você encontra para vender.
No caso de Formigas Cortadeiras, você pode colocar gergelim em volta do formigueiro.
As Formigas Comum acompanham pragas sugadoras em geral. Elas gostam das fezes desses bichinhos, que são doces.
Para o combate da Mosca Branca, detergente neutro em água.
Lesmas e Caracóis, um potinho com cerveja ou um pedaço de chuchu. Esses bichinhos são atraídos a noite por essas iscas. Desse modo você reune todos em um local e pode retira-los rapidamente.

Outros insetos podem se aproximar das suas plantas. Isso não significa que podem mata-las.  Já notei o aumento de insetinhos voadores quando a terra está muito úmida. Controle a rega.

De um modo geral gosto de borrifar com vinagre de maça diluído em água.
Ele afasta os insetos e pode ser repelente para todas as pragas.
Lembrando que joaninhas ajudam no combate. Fique feliz se ver uma no seu jardim.

Cochonilha Branca na haste de uma Orquídea.

Doenças

Sintomas:

-Mudança de coloração

-Aparecimento de manchas

-Deformidade

-Podridão

-Subdesenvolvimento

-Diminuição de frutos e flores

As doenças são causadas por:

-Fungos

-Bactérias

-Vírus

-Nematóides

Os fungos mais comuns são o Míldio e Oídio. Normalmente aparecem como manchas brancas que ficam sobre as folhas. Um fina camada que pode ser retirada facilmente com a mão.
Elas aparecem normalmente se a planta está com excesso de água e na sombra, quando a planta é de sol.
Retire as partes afetadas, reduza a água ou coloque sua planta em um lugar arejado, com a insolação correta.
Outro fungo comum de encontrar é a Fumagina.
Ele se desenvolve na excreção açucarada de pragas sugadoras. Ele cresce e cria uma camada escura preta. Essa camada impede a planta de receber a luz solar e respirar.
Para combater a Fumagina, limpe as folhas o máximo possível e use a mistura de sabão neutro ou coco dissolvido em água quente. Espere esfriar e borrife nas plantas.
Depois lave com água limpa.
É importante que para o diagnóstico correto, a análise mais detalhada de técnicos especializados. As vezes os primeiros sintomas podem confundir qual é a doença.

A ação rápida pode ser a diferença. Retire as partes afetadas assim que ver sua plantas infestada.

Fumagina nas folhas de uma Ráfia.

Mas Gabi, e o famoso óleo de Neem e Calda de Fumo?

Não nego que são super eficazes, mas são tóxicos para Abelhas e Joaninhas.
Sem contar que a árvore de Neem é exotica e invasiva aqui no Brasil.
Não vejo problema em você usar caso more em um apartamento de andar alto e receba poucas visitas de abelhas.
Eu prefiro usar itens mais comum que temos em casa.

 

Sempre aplique os repelentes em suas plantas após o sol se pôr. O sol forte pode queimar as folhas.

Ovos do Bicho Lixeiro (crisopídeo). Ele come as pragas. Ele é um amigo do jardineiro.

Espero que ajude vocês no combate de pragas e doenças.

Tem alguma receita, alguma dica? Divida com a gente, deixe um comentário.

obs: Todas as dicas são com produtos naturais e/ou pouco tóxicos. É possível comprar produtos químicos para matar esses intrusos. Aí é a escolha de cada um. 🙂

 

Me sigam nas redes sociais:

unnamedface1pint1

Texto e fotos: Gabriela Trama – jardineira paisagista

Comments are closed.