Conheça as Forrações

Lírio Amarelo (Hemerocallis Flava). Herbácea rústica e de sol pleno. Encontrada também na cor laranja.

 

As forrações são como o toque final no paisagismo.
O jardim é montado com todo capricho com arbustos robustos, palmeiras elegantes, vasos com flores e mesmo assim parece que está faltando algo.
É nesse momento que entram as forrações.
Acho interessante brincar com formas e cores. O jardim fica muito mais colorido e bonito.
Algumas são bem populares, como as gramas, porém nesse post iremos falar de outras menos convencionais.

 

Piléa Alumínio (Pilea cadierei). Planta que tolera sombra, mas cresce melhor com o solzinho da manhã.

 

Maranta Zebra (Calathea zebrina). Planta para áreas sombreadas. Fica linda embaixo de árvores. Apesar de crescer mais de 30 cm, pode ser utilizada como forração.

 

Lambari roxo (Tradescantia zebrina). Quanto mais exposta ao sol, mais forte ficam suas cores.

São assim denominadas forrações plantas que crescem mais na horizontal do que na vertical.
Não costumam passar dos 30 cm de altura.
Além da beleza, as forrações são importantes para proteger o solo, evitar erosão, impedir a aparição de ervas daninhas, ajuda manter a umidade do solo dentre outras vantagens.

 

Forração de sombra ou meia sombra, o popular Clorofito (Chlorophytum comosum) é encontrado por um preço bem em conta.

 

A Grama Preta (Ophiopogon japonicus) tolera o sol e fica linda na sombra. Tem também uma versão mini, igual a da imagem.

 

O plantio deve ser feito em uma terra que foi limpa de ervas daninhas e revolvida em uns 25 cm de profundidade.
O espaçamento de uma muda para outra deve ser aproximadamente de 20 cm (essa medida pode mudar dependendo da espécie e tamanho da muda) em ziguezague, o chamado pé de galinha.

 

A volumosa Grama Amendoim (Arachis repens) tem lindas florzinhas entre a primavera e o verão.

 

O famoso Dinheiro-em-Penca (Callisia repens). Manter ele podado é fundamental para um melhor resultado. Ideal para sombra ou meia sombra.

 

Apesar do Agapanto (Agapanthus africanus) ultrapassar os 30 cm quando florido, também pode ser usado como forração em grandes áreas. Encontrado nas cores brancas e azul arroxeado.

 

A manutenção é fundamental para manter a saúde e beleza das forrações.
Manter a poda em dia, limpeza das folhas secas e adubação devem fazer parte dos cuidados.
É importante ressaltar que as essas forrações nesse post não suportam pisoteio.
Você já teve experiência com alguma dessas plantas? Me conte, deixe um comentário.

 

Referência Bibliográfica: Harri, Souza, Hermes Moreira de, Plantas Ornamentais no Brasil: arbustivas, herbácias e trepadeiras, São Paulo: Nova Odessa 2011
Apostila de Curso Municipal de Jardinagem, Prefeitura de São Paulo, 2010

 

Me sigam nas redes sociais:

unnamedface1pint1

Texto e fotos: Gabriela Trama – jardineira paisagista

One thought on “Conheça as Forrações